Vieira da Silva acusa oposição de eleitoralismo com suspensão da avaliação docente

O ministro da Economia, Vieira da Silva, acusou hoje a oposição parlamentar de se unir numa "coligação negativa" para suspender o sistema de avaliação dos professores com "fins meramente eleitoralistas e oportunistas".

"Não é uma boa forma de iniciar um período pré-eleitoral que foi escolha dos partidos da oposição. Julgamos que é imperioso solicitar ao Presidente da República uma particular atenção para comportamentos desse tipo", disse Vieira da Silva, que acredita que o diploma hoje aprovado pela oposição é de "duvidosa constitucionalidade".

O ministro falava no final de uma audiência com o Presidente da República, Cavaco Silva. A oposição parlamentar aprovou hoje a revogação do actual sistema de avaliação de desempenho dos professores com os votos favoráveis de PSD, PCP, BE, PEV e CDS-PP e contra da bancada do PS e do deputado social-democrata Pacheco Pereira. O diploma determina a revogação do decreto-regulamentar que define as regras da avaliação de desempenho dos professores e o início de um processo negocial entre Governo e sindicatos para concretizar um novo modelo.

O texto recebeu o voto contra da bancada socialista e do social-democrata Pacheco Pereira, que votou contra todos os diplomas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG