Seguro luta contra a abstenção

A caravana socialista seguiu, ontem, pelo distrito de Bragança, acabando em Crestuma,Vila Nova de Gaia. As arruadas não estiveram concorridas como em outros concelhos, mas António José Seguro escolheu seis autarquias do PSD e CDS para dizer que é preciso " mudar".

O jantar em Valongo tinha um tradutor de língua gestual, o número dois para a Assembleia Municipal é surdo-mudo, Armando Baltazar. Aqui o secretário-geral do PS prometeu que, for Governo, vai "revogar a má organização administrativa" e que juntou freguesias, justificando que está contra "esta pertença reforma".

Mas a mensagem principal do dia foi contra a abstenção. O líder socialista apelou à dinamização de todos para convencer os conhecidos a votar no dia 29 e a "escolher a pessoa certa", obviamente um candidato socialista.

Aos familiares, vizinhos, amigos e colegas expliquem que "o que está em causa no voto não é um favor que se faz aos políticos, é escolher alguém que vai governar a vossa terra", disse Seguro, mostrando compreensão para os que estão desacreditados da política e dos políticos. E garantiu: "Têm que saber que na vida não são todos iguais e na política também é assim".

O secretário-geral socialista falava em Mirandela, onde andou de bicicleta, numa arruada de apoio a José Manuel Morais, repetindo o tom do discurso iniciado em Macedo de Cavaleiros e que terminou em Crestuma.

Em Bragança, o líder socialista foi à feira e na companhia de elementos do Lacaramontaina (mirandês), onde não faltou a gaita de foles e o careto (típico do carnaval transmontano). Cruzaram com os sociais-democratas que esperaram que pela sua vez para divulgar a mensagem.

Alguma desorganização nas ruas a percorrer em Bragança, mas é aqui que o cidadão António José Seguro resolve engraxar os sapatos por alguém que não lhe cobra e a quem dá cinco euros. O engraxador é Adérito Santos, 54 anos mas que parece mais velho, que trabalhou nas obras e deixou de receber o Rendimento Social de Inserção. E o líder socialista chama técnicos da autarquia que seguem na caravana. Indicam-lhe Maria da Conceição Afonso, funcionária responsável pelas questões sociais. Ela promete averiguar o caso.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG