Seguro diz que eleições não são concurso de celebridades

António José Seguro diz que as eleições autárquicas "não são um concurso de celebridades" e acredita que o PS vai ganhar em Vila Nova de Gaia. No Porto afirma que o que alguns diziam ser "impossível" há um mês é, agora, "possível": Manuel Pizarro ser presidente de câmara.

O secretário-geral do PS não fala em nomes, mas a indireta é para outros candidatos locais, nomeadamente Guilherme Aguiar, que concorre como independente. E, neste concelho, sai Luís Filipe Menezes para se candidatar à câmara do Porto. O candidato do PSD/CDS em Gaia é Carlos Abreu Amorim. Três personalidades com grande visibilidade mediática.

O candidato Eduardo Vítor Rodrigues foi autarca em Oliveira do Barro e é atualmente vereador.

Seguro está otimista quanto à liderança em Gaia, tendo, até, por base sondagens, nomeadamente a do DN. Participou em duas arruadas na cidade e fez questão de entrar na câmara municipal e oferecer rosas a quem passava. Mas recusa-se a fazer leituras nacionais com base nos resultados locais e contorna as perguntas, nomeadamente se ganhar em Vila Nova de Gaia significaria uma vitória dos socialistas. "Não é uma vitória para o PS, é para os gaienses. É importante que haja aqui uma grande vitória no professor Eduardo Vítor Rodrigues que é um homem competente e com sensibilidade social. A escolha dos candidatos para Gaia não é um concurso de celebridades, é a escolha do melhor candidato", disse.

Seguiu-se uma arruada no bairro social do Falcão de apoio a Manuel Pizarro para a Câmara Municipal do Porto e a Francisco Assis para a Assembleia Municipal. No final, António José Seguro sublinhou: "O que há um mês uns diziam ser impossível é agora possível, que o Manuel Pizarro e o PS vão ganhar as eleições no Porto. O que vos peço é que façam das palavras ação e que votem (...). A vitória é possível!"

Palavras ditas na quarta ação de hoje da campanha eleitoral socialista que começou às 15.30. Faltam mais quatro, a última das quais em Baião, concelho em que se candidata o presidente da federação do PS no Porto, José Luís Carneiro. Mesmo a tempo das badaladas da meia-noite, seguindo-se o dia de reflexão. Ações tipo toca e foge que o tempo não dá para mais.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG