Rio: "Estão a tentar destruir o que conseguimos conquistar"

O presidente do PSD, Rui Rio, à chegada ao Conselho Nacional do partido, acusou os adversários de estarem a tentar um "assalto ao poder".

Rui Rio acusou esta quinta-feira à noite os seus adversários de estarem a tentar um "assalto ao poder" numa altura em que o partido está a subir.

"Como se está a ver que o PSD está a subir, há um assalto ao poder, estão a pôr o seu interesse pessoal à frente do interesse do partido e do país", afirmou o líder social-democrata, à chegada ao Conselho Nacional.

Para Rui Rio, quem desafia agora a liderança está "a tentar destruir o que conseguimos conquistar" nas eleições autárquicas. "Lamento que o partido tenha chegado a este estado depois das autárquicas em que averbámos uma vitória não aritmética mas política"", afirmou.

Reiterando a proposta de adiar a data proposta por si mesmo, afirmado que "qualquer português" entende porque não é boa ideia ter o partido em eleições numa altura em que não se sabe se o país vai para legislativas antecipadas, Rio criticou as reações internas que tal gerou.

"A minha sugestão deu logo um conjunto de ataques, alguns até de caráter pouco nobre. Vi pessoas a quase insultar-me, a serem completamente deselegantes, porque eu disse aquilo que acho que qualquer português entende", afirmou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG