Rio defende que da extrema-direita à extrema-esquerda ninguém é contra aumento do SMN

"Mas há alguém que ache que o salário mínimo é muito e que não deve subir, que chega para viver?", afirmou o líder do PSD.

O presidente do PSD, Rui Rio, defendeu esta terça-feira que da extrema-direita à extrema-esquerda ninguém é contra o aumento do salário mínimo nacional (SMN), e acusou o secretário-geral do PS de mentir atribuindo-lhe posições que não tem.

Durante uma sessão temática sobre saúde, em Faro, Rui Rio questionou: "Mas há alguém, e agora vou englobar mesmo todos, da extrema-direita à extrema-esquerda, há alguém que ache que o salário mínimo é muito e que não deve subir, que chega para viver? Há alguém?".

Logo de seguida, o presidente do PSD deu a resposta: "Eu acho que é mesmo da extrema-direita à extrema-esquerda, não há nenhum português que ache isso".

Em tom indignado, Rui Rio acrescentou: "O doutor António Costa tem o desplante de dizer que o PSD é contra o aumento do salário mínimo nacional. Então o PSD é a favor do quê? Da redução do salário mínimo nacional? Acha que é dinheiro a mais?".

O presidente do PSD sustentou que o secretário-geral do PS e primeiro-ministro "está a ver o terreno a fugir" na corrida para as legislativas de domingo e voltou a sugerir-lhe que "pode terminar isto com alguma dignidade".

"E assim não é com dignidade, a mentir sobre o que os outros dizem não é com dignidade", criticou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG