PSD da Figueira da Foz já tem candidato à câmara (e não é Santana)

Pedro Machado diz que aceitou o convite do PSD - e acrescenta que esse convite lhe foi feito, também, por Rui Rio, bem como pela concelhia local do partido

O presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal, Pedro Machado, emitiu esta tarde um comunicado anunciado que aceitou "o desafio de encabeçar a lista do Partido Social Democrata às próximas eleições autárquicas no concelho da Figueira da Foz".

No comunicado, Pedro Machado afirma que foi convidado não só pela concelhia local do PSD como também por Rui Rio. "Esta é uma decisão amadurecida, depois de muito refletir sobre o convite que me foi dirigido pelo Presidente do Partido, pela Comissão Política da Figueira da Foz, que tomou esta decisão por unanimidade, e por muitos figueirenses de todos os quadrantes políticos e sociais, que diariamente, desde há um ano a esta parte, me têm feito chegar mensagens e telefonemas de incentivo, estímulo, apoio e vontade para que lidere um projeto de mudança para a Figueira da Foz", escreveu.

"Comigo, a Figueira da Foz voltará a ter uma posição de relevo no panorama nacional, como merece. Sem artifícios, sem promessas vãs, sem despesismos desnecessários. Com rigor, imaginação e trabalho. De olhos postos no presente e no futuro e não no passado."

Ao comunicado é acrescentada uma lista de 70 personalidades da Figueira que o apoiam, entre as quais Miguel Poiares Maduro, ex-ministro de Passos Coelho. Pedro Machado diz também contar com o apoio de personalidades nacionais como Mário Pereira, Comendador (presidente da AHRESP), Carlos Barbosa (presidente do ACP), Jorge Gabriel (apresentador de televisão), José Miguel Júdice (ex-bastonário da Ordem dos Advogados) e Luís Marques Mendes (ex-presidente do PSD, conselheiro de Estado e comentador Político).

Pedro Machado afirma o seu atual cargo como trunfo eleitoral: "Assumo este combate por considerar que a minha experiência como Presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal, cargo que exerço desde 2006, constitui uma mais-valia inestimável para a população da Figueira da Foz. Acredito que está na altura de os figueirenses voltarem a acreditar na sua cidade e nas suas freguesias."

"Comigo, a Figueira da Foz voltará a ter uma posição de relevo no panorama nacional, como merece. Sem artifícios, sem promessas vãs, sem despesismos desnecessários. Com rigor, imaginação e trabalho. De olhos postos no presente e no futuro e não no passado", acrescenta, dizendo ainda que "muito em breve" apresentará o seu programa eleitoral.

Confirmando-se esta escolha - que parece ter o apoio da direção nacional do partido - fica mais difícil, ou mesmo impossível, o caminho para o candidato do PSD à Figueira da Foz voltar a ser Pedro Santana Lopes (onde foi eleito pela primeira vez em 1997).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG