PSD cancela presença no fecho do Congresso do Chega

"Há limites que a decência e o bom senso não permitem que possam ser ultrapassados", justifica o partido de Rui Rio

O PSD desistiu de estar presente na cerimónia de encerramento do congresso do Chega por considerar que foram ultrapassados os "limites da decência e bom senso" na forma como os sociais-democratas foram tratados durante os trabalhos.

O anúncio foi feito pela direção nacional de Rui Rio, uma hora antes do início da sessão de encerramento, onde deveriam estar presentes o vice-presidente Maló de Abreu e o líder da distrital de Coimbra, Paulo Leitão.

"Há limites que a decência e o bom senso não permitem que possam ser ultrapassados, quer na forma, quer no conteúdo das alocuções" durante o congresso e "esses limites, tal como é seu timbre, foram, mais uma vez, ignorados pelo líder do Chega", lê-se no comunicado.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG