PS questiona 'descriminação positiva' nas ex-Scut

O PS questionou hoje o Ministério da Economia sobre se mantém o regime de "descriminação positiva" para os utilizadores das ex-Scut e que modelos de pagamento alternativos vai propor para "evitar constrangimentos de tráfego" nessas vias.

Numa pergunta enviada na sexta-feira ao ministério liderado por Álvaro Santos Pereira, o PS quer saber "quando está prevista a apresentação dos resultados da avaliação" do Governo à introdução de portagens nas ex-Scut.

Os socialistas advertem que "o fim das isenções e desconto em junho de 2012 nas portagens do Grande Porto, Litoral Norte, Costa de Prata e Algarve, requer uma clarificação atempada por parte do Governo sobre se manterá ou não o regime de descriminação positiva".

"O Governo anunciou, durante a Cimeira Luso-Espanhola, uma nova modalidade de pagamento na fronteira para permitir uma maior fluidez de tráfego, não se sabendo exatamente para quando está prevista a entrada em vigor de tal dispositivo, bem como a evolução dos outros modelos de pagamento que serão colocados à disposição de turistas, nomeadamente espanhóis", assinalam os subscritores da missiva, os deputados do PS Miguel Freitas, Mota Andrade, José Junqueiro e Fernando Serrasqueiro.

O PS lembra ainda que "ainda não é conhecido o sistema de pagamento específico para as 'rent-a-car' (aluguer de veículos)", algo "essencial ao regular funcionamento de centenas de empresas, nomeadamente nas regiões turísticas", e quer saber se já existe algum acordo firmado.

Com o "aproximar da época alta", o PS questiona ainda o Ministério da Economia sobre "as medidas que se propõe tomar para evitar constrangimentos de tráfego insuportáveis nas vias de ligação à fronteira com Espanha e designadamente no Algarve, onde haverá uma maior pressão sobre as vias rodoviárias com a entrada no país de milhares de turistas e emigrantes".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG