PS acusa PSD e CDS de fazerem "coligações negativas" contra autarcas socialistas

José Luís Carneiro, secretário-geral adjunto do PS, anuncia que "até ao fim de março ou na primeira quinzena de abril, estará definido o essencial das candidaturas" socialistas.

O PS acusou esta quarta-feira o PSD e o CDS-PP de se prepararem para fazer "coligações negativas" contra os autarcas socialistas e adiantou que anunciará a maioria dos seus candidatos autárquicos até à primeira quinzena de abril.

Estas posições foram transmitidas pelo secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro, em conferência de imprensa, na Assembleia da República, depois de PSD e CDS-PP terem apresentado publicamente na terça-feira um acordo político para as eleições autárquicas.

José Luís Carneiro acusou as direções do PSD e do CDS-PP de não terem feito acompanhar o anúncio das suas coligações "de um contributo sobre o futuro do desenvolvimento do Poder Local democrático". "O anúncio desta coligação não trouxe uma única proposta, uma única ideia sobre a visão para o desenvolvimento local. Tirando o detalhe contabilístico, PSD e CDS-PP limitaram-se a dizer que estariam contra o PS e contra os autarcas socialistas. Por não estarmos perante uma ideia, uma visão e uma proposta sobre o desenvolvimento local, consideramos que esta é uma coligação negativa", salientou o "número dois" da direção do PS.

Questionado sobre a proposta do PSD no sentido de se adiar de setembro/outubro para novembro/dezembro as eleições autárquicas, José Luís Carneiro voltou a rejeitá-la. "Não deixa de ser curioso que quem antecipa calendários sobre autárquicas tem precisamente como proposta o adiamento das eleições autárquicas. No entender do PS, esse adiamento não serve os interesses democráticos", disse.

Interrogado sobre os calendários já definidos pelo PS em relação às eleições autárquicas, José Luís Carneiro respondeu que, "até ao fim de março, ou primeira quinzena de abril, estará definido o essencial das candidaturas" socialistas. "Mas, antes das candidaturas, há um trabalho programático, que tem a ver com a história do PS no Poder Local democrático e com os grandes compromissos das nossas candidaturas", afirmou.

No mês de abril, por ocasião das comemorações da fundação do PS, segundo José Luís Carneiro, "serão divulgadas as marcas" deste partido "no Poder Local democrático desde 1976". "Vamos mostrar como os autarcas socialistas, por todo o país, foram capazes de trabalhar com as populações na edificação de infraestruturas de água, saneamento, de transportes rodoviários, mas também nas infraestruturas escolares, de saúde e de habitação. O PS esteve na erradicação das barracas em grandes centros urbanos e nos investimentos em qualificação e inovação económica local", sustentou.

Por esta altura também, de acordo com o secretário-geral adjunto dos socialistas, "serão apresentadas as linhas programáticas fundamentais do partido para as eleições autárquicas". "Depois da visão programática apresentada, aparecerão então as protagonistas e os protagonistas para entregarem as suas vidas ao desenvolvimento das comunidades locais", acrescentou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG