Previsões da OCDE "não podem agradar a ninguém"

Em reação às projeções divulgadas hoje pela OCDE para o desemprego, o ministro da Economia mostrou-se preocupado com a evolução do indicador em Portugal.

"São projeções que não podem agradar a ninguém. Quando temos taxas de desemprego das mais elevadas das últimas décadas, não podemos baixar os braços por um segundo", afirmou Álvaro Santos Pereira, à entrada de um almoço-debate com o Internacional Club of Portugal. "O desemprego afeta muitas famílias e muitos portugueses, portanto temos de fazer o possível para acelerar e implementar o maior número de políticas."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG