Presidente do Volt é candidato à câmara de Lisboa

O Volt Portugal vai a votos pela primeira vez nas próximas eleições autárquicas. Tiago Matos Gomes, presidente do partido, é candidato à Câmara Municipal de Lisboa.

"Lisboa é a cidade onde nasci e vivo. Conheço bem os seus problemas, as suas contradições, as diferenças entre bairros, as desigualdades territoriais e sociais bem como a sua população tão diversa e, por isso, tão rica", indicou o líder do partido pan-europeu em Portugal.

Matos Gomes é assim o candidato como cabeça de lista à Câmara de Lisboa e Miguel Macedo, presidente da Distrital de Lisboa do Volt, é o candidato do partido à Assembleia Municipal de Lisboa.

O DN sabe que o Volt irá concorrer sozinho às câmaras de Lisboa em Porto, podendo existir outros locais do país onde se apresente coligado com outros partidos.

O Volt Portugal foi fundado por Tiago Matos Gomes em dezembro de 2017, tendo sido aprovado como partido a junho de 2020 pelo Tribunal Constitucional.

Nas eleições presidenciais o Volt decidiu não apoiar nenhuma candidatura oficialmente, sendo que alguns elementos apoiaram a candidata de esquerda Ana Gomes.

O Volt é um "movimento pan-europeu" que surgiu na Europa em março de 2017, como reação ao 'Brexit', iniciado por um coletivo de estudantes nos EUA. Andrea Venzon é o fundador do movimento 'Volt Europa', que já é partido político na Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Dinamarca, Espanha, França, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Portugal, Reino Unido, Roménia, Suécia e Suíça.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG