"Portugueses estão fartos de si"

Coordenador do BE recordou protestos para dizer que o "povo não aguenta mais esta fantasia e esta austeridade". "Os portugueses estão fartos de si e da sua política. Demita-se."

Por momentos, com outras palavras, parecia o regresso a um passado recente, em que Paulo Portas, então na oposição, desafiou José Sócrates a demitir-se, apontando-lhe a porta da rua: "Perceba o mal que está a fazer ao País e tenha um gesto de humildade: saia, senhor primeiro-ministro!"

Hoje, João Semedo, do Bloco de Esquerda, apontou a mesma porta para Passos Coelho, primeiro-ministro de um governo de coligação PSD/CDS, em que Paulo Portas é o ministro dos Negócios Estrangeiros. "O povo está farto de si, o povo está farto da sua política e do seu governo. Demita-se", afirmou o coordenador bloquista. "Não tenha medo de eleições, deixe a democracia falar por si", carregou nas palavras Semedo.

Passos Coelho já não dispunha de tempo para responder a este desafio deixado pelo coordenador do BE, que tinha invocado os protestos de milhares de portugueses realizado no passado sábado.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG