Portugal e Espanha acolhem maior exercício da NATO

Portugal e Espanha vão acolher em 2015 um exercício militar da NATO que poderá ter a participação de quase 20 mil militares, devendo ser o maior desde a Guerra Fria, adiantaram hoje fontes aliadas em Bruxelas.

Este exercício, que terá lugar em parte na zona do Estreito de Gibraltar, segundo o ministro da Defesa espanhol, Pedro Morenés, vai ainda contar com o apoio da Itália, que será responsável pela componente aérea.

Fontes da Aliança Atlântica disseram que este exercício militar, fechado hoje na reunião ministerial de Defesa, em Bruxelas, poderá envolver aproximadamente 20 mil militares de países-membros, o que representaria a maior iniciativa desde o fim da Guerra Fria.

Este será o primeiro grande exercício militar após o fim da atual missão da Força Internacional de Assistência à Segurança, no Afeganistão, prevista para o fim de 2014.

Um dos principais objetivos é testar as capacidades da Força de Reação Rápida (NRF, sigla em inglês) da NATO, que Espanha terá a seu cargo (na componente terrestre) em 2016.

A Força de Reação Rápida, composta por militares de vários países da organização e com meios terrestres, marítimos, aéreos e de forças especiais, projeta até 13 mil efetivos em teatros de operações em cinco dias, podendo chegar aos 30 mil em caso de necessidade.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG