Porto: Rui Moreira à frente com 29%

O candidato independente Rui Moreira lidera a corrida para a presidência da câmara do Porto com 29% das intenções de voto, seguindo-se Luís Filipe Menezes (PSD/PPM/MPT) com 26% e Manuel Pizarro (PS) com 24%.

Segundo a sondagem da Universidade Católica para o DN, com uma margem de erro de 2,7%, estas três listas estão tecnicamente empatadas, pelo que os 17% de indecisos "serão fundamentais" para o resultado final.

Em termos de mandatos, o estudo prevê quatro a cinco para o movimento "O Nosso Partido é o Porto" (Rui Moreira), três a quatro para a coligação "Porto Forte" (Luís Filipe Menezes) e para o PS (Manuel Pizarro), um mandato para a CDU (Pedro Carvalho) e talvez um para o BE (José Soeiro).

Nas eleições de 2009, a coligação PSD/CDS obteve maioria absoluta e sete mandatos, o PS 34,81% e cinco mandatos, a CDU 9,76% e um mandato, seguindo-se o BE (5,02%) e o PCTP/MRPP (0,79%).

Quanto aos restantes candidatos à câmara do Porto, a sondagem da Católica com simulação de voto em urna dá 2% para o independente Nuno Cardoso (movimento "Porto de Futuro"), 1% para José Manuel Costa Pereira (PTP) e para José Carlos Santos (PCTP/MRPP). Votos brancos ou nulos são 3%.

Nesta sondagem e antes da distribuição dos votos, 17% dos inquiridos disseram não saber em quem votar, 14% garantiram que não iriam votar e 4% recusaram responder. Registaram-se ainda 4% de votos brancos ou nulos.

Ficha técnica:

Esta sondagem com simulação de voto em urna foi realizada pelo CESOP - Universidade Católica Portuguesa para o Diário de Notícias, a Antena 1 e a RTP nos dias 21 e 23 de setembro de 2013. O universo alvo é composto pelos indivíduos com 18 ou mais anos recenseados eleitoralmente e residentes no concelho do Porto. Foram selecionadas aleatoriamente 6 freguesias do concelho do Porto. A selecção aleatória das freguesias foi sistematicamente repetida até que as médias dos resultados eleitorais das últimas três eleições autárquicas nesse conjunto de freguesias, ponderado o número de inquéritos a realizar em cada uma, estivessem a menos de 1% do resultados dos cinco maiores partidos ao nível do concelho. Os domicílios em cada freguesia foram seleccionados por caminho aleatório e foi inquirido em cada domicílio o mais recente aniversariante recenseado eleitoralmente no concelho. Foram obtidos 1272 inquéritos válidos, sendo que 62% dos inquiridos eram do sexo feminino. Todos os resultados obtidos foram depois ponderados de acordo com a distribuição da população com 18 ou mais anos residentes no concelho, na base dos dados do recenseamento eleitoral. A taxa de resposta foi de 75,4%*. A margem de erro máximo associado a uma amostra aleatória de 1272 inquiridos é de 2,7%, com um nível de confiança de 95%.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG