PCP quer ouvir Paula Teixeira da Cruz no Parlamento

Bancada comunista pede a presença da ministra da Justiça na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias para debater aquilo que designa por "vergonha nacional" instalada nos tribunais.

O PCP apresentou esta quinta-feira um pedido para a audição parlamentar da ministra da Justiça, "com o objetivo de debater a situação existente" nos tribunais portugueses desde que entrou em vigor o novo mapa judiciário e "as medidas necessárias e urgentes para a superar".

Na sessão plenária desta tarde, o deputado António Filipe anunciou que a bancada comunista requereu a realização urgente de uma reunião da comissão para "apuramento das responsabilidades pelo descalabro em que se encontram os tribunais", salientando ainda, na sua declaração política, que tanto Paula Teixeira da Cruz como a maioria PSD/CDS "não quiseram saber das preocupações dos magistrados e dos funcionários judiciais".

"O que se está a passar nos tribunais neste mês de setembro é uma vergonha nacional", asseverou António Filipe, destacando ainda que o que se está a passar com sistema informático Citius "assume foros de escândalo".

Luís Pita Ameixa (PS), que minutos antes exigira a Passos Coelho a demissão da ministra da Justiça, respondeu ao parlamentar comunista, questionando se, de certa forma, pedir a presença de Paula Teixeira da Cruz não consistiria num "branqueamento" da ação do Governo e das responsabilidades da titular daquela pasta. "Comissão ou demissão?", questionou a rematar.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG