PCP diz que Governo falhou consolidação

O deputado comunista Paulo Sá sublinhou hoje que o Governo da maioria PSD/CDS-PP falhou a consolidação das contas públicas, apesar dos "cortes salariais inconstitucionais", entre outras medidas, comentando dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

"O problema da consolidação das contas públicas não pode ser atingido através desta política. O Governo, apesar dos cortes salariais, que são inconstitucionais, do roubo de pensões e reformas, dos cortes nas prestações sociais, do colossal saque fiscal sobre os trabalhadores, do ataque às funções sociais do Estado, não consegue resolver os problemas das contas públicas", disse.

O défice orçamental das Administrações Públicas atingiu os 6% no primeiro trimestre do ano, o que compara com um défice de 10% registado no período homólogo de 2013.

O parlamentar do PCP referiu tratar-se de um valor "muito acima daquilo que eram as previsões do Governo", cujos responsáveis não conseguem "resolver o problema do défice nem da dívida pública, as (suas) duas grandes bandeiras".

A meta do défice com que Portugal se comprometeu perante a 'troika' (Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu) para este ano é de 4% do PIB.

"É necessário uma política diferente, alternativa, patriótica e de esquerda, que coloque o crescimento no centro das prioridades", defendeu Paulo Sá.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG