PCP considera que "Governo procurou fazer um remendo"

O deputado do PCP João Oliveira considerou hoje o anúncio de Poiares Maduro e Marques Guedes como novos ministros meros "remendos" num Governo "que tem de ser demitido" e que só conta com o apoio do Presidente da República.

"Para o PCP, o que está em causa é uma não remodelação de um Governo que não pode ser remodelado, tem de ser demitido. O Governo procurou fazer um remendo. Infelizmente, continuamos a ter em funções um Governo que não tem outro apoio que não o do Presidente da República", afirmou o parlamentar comunista nos Passos Perdidos da Assembleia da República.

João Oliveira considerou os novos responsáveis governamentais "remendos" que não acrescentam qualquer "expectativa", reiterando a ideia de que são urgentes eleições legislativas antecipadas.

"Temos um Governo remendado para continuar a mesma política e continuar em funções sem ter condições para isso", concluiu.

O professor universitário de Direito Poiares Maduro vai ser ministro adjunto e do Desenvolvimento Regional e o atual secretário de Estado Luís Marques Guedes vai ocupar o posto de ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares, em substituição de Miguel Relvas.

Poiares Maduro terá a seu cargo a tutela da comunicação social, do desenvolvimento regional e das autarquias locais, enquanto Luís Marques Guedes terá a tutela da Presidência do Conselho de Ministros, dos assuntos parlamentares e da juventude e do desporto, segundo o gabinete do primeiro-ministro.

Mais Notícias