Passos pressiona Santa Sé para acabar com feriados

Passos Coelho admitiu hoje que sem o acordo da Santa Sé o fim dos quatros feriados, dois civis e dois religiosos, possa não acontecer em 2012. Mas deixou claro que pretende que esta eliminação aconteça ainda este ano.

"Estamos em diálogo de modo a ver se podemos chegar a um acordo a tempo de a lei no Parlamento dizer muito rigorosamente muito rigorosamente o que vai acontecer não a partir de 2013, mas ainda em 2012", afirmou o primeiro-ministro durante o encontro com os trabalhadores sociais-democratas, hoje.

"Se por ventura esse acordo não ficar fechado nós não deixaremos de colocar um dispositivo na lei que permita, uma vez fechado o acordo, fazer com a devida simetria o que acordou com os parceiros sociais", garantiu ainda.

Passos Coelho garantiu no entanto que não vai mandar a Concordata para o lixo e que estão em conversações com o Estado da Santa Sé para decidir estas matérias em acordo com o Vaticano.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG