Passos diz que "temos de redobrar os esforços"

O primeiro-ministro admitiu este sábado que poderão surgir medidas adicionais de austeridade que permitam ao país cumprir os prazos e as metas de consolidação das contas.

Passos Coelho, que falou durante as comemorações dos 38 anos da Juventude Social Democrata, na Praia do Tamariz (Oeiras), reconheceu que os objetivos estão mais difíceis de alcançar, mas avisou também que a solução não passa pedir mais tempo, antes "redobrar os esforços". "Prometi que olharia para a realidade e não para a ficção", disse

"A realidade diz que os objetivos estão mais difíceis. [...} A resposta deve ser, se é mais difícil, temos de redobrar os esforços e a atenção, para alcançar os objetivos", afirmou Passos de Coelho, dois dias depois do Tribunal Constitucional ter considerado inconstitucional os cortes nos subsídioso de férias e Natal dos funcionários públicos e pensionistas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG