"O ano de 2013 será de inversão económica"

O líder do PSD e primeiro-ministro garantiu na Festa do Pontal, no Aquashow de Quarteira, que o "ano de 2013 será de inversão económica na actividade económica em Portugal".

Pedro Passos Coelho disse aos militantes e simpatizantes do PSD estar "muito confiante" de que, apesar da crise na Europa ser mais grave do que esperava em 2012, o próximo ano será de viragem económica no País.

Num discurso cheio de recados para o PS, Passos enfatizou as "avaliações extremamente positivas" da troika, para sublinhar que "estamos mais próximos de vencer a crise".

No dia em que se conheceram novos números do desemprego em Portugal, que atingiu os 15%, o primeiro-ministro reconheceu que é o lado mais "negativo" da crise e que "não esperava que fosse tão grande". Contudo, disse, "o País está a viver de forma consentânea com as suas possibilidades".

Os desempregados, reconheceu, "são os primeiros a pagar a fatura do desgoverno anterior", mas "serão os primeiros em que estamos a pensar quando estamos a cuidar de não nos desviar do nosso caminho".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG