Morreu o deputado socialista Manuel Seabra

O deputado socialista Manuel Seabra morreu hoje no Instituto Português de Oncologia do Porto, aos 51 anos, vítima de doença prolongada, confirmou à Lusa fonte do PS.

Manuel Seabra, que suspendeu o mandato de deputado na Assembleia da República em junho por doença prolongada, encontrava-se internado no IPO desde meados de dezembro, adiantou à Lusa Luísa Salgueiro, deputada do PS na Assembleia da República.

Nascido a 28 de julho de 1962, licenciado em Direito e advogado de profissão, Manuel José de Faria Seabra Monteiro estava na Assembleia da República desde 2009, tendo sido eleito pelo círculo do Porto.

O socialista foi vice-presidente da Câmara de Matosinhos até 2004, quando se demitiu na sequência dos incidentes na lota de Matosinhos, durante a campanha para as eleições europeias, entre fações rivais do PS.

Os incidentes na lota de Matosinhos, que ocorreram pouco antes do candidato do PS, Sousa Franco, falecer vítima de ataque cardíaco, envolveram fações rivais do presidente da Câmara de Matosinhos, Narciso Miranda, e do líder da concelhia socialista, Manuel Seabra.

Os incidentes provocaram a abertura de um inquérito interno no PS, que levou à decisão de impedir os dois protagonistas do caso, Narciso Miranda e Manuel Seabra, de se candidatarem às autárquicas pelo partido.

Manuel Seabra foi ainda chefe de gabinete de António Costa, na Câmara de Lisboa.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG