Moedas lança Isabel Galriça Neto como candidata à Assembleia Municipal de Lisboa

Antiga deputada do CDS-PP diz que "os lisboetas têm sofrido uma ausência de cuidados que os deixa muitas vezes à sua sorte". Candidatura afirma querer criar um "estado social local".

A antiga deputada do CDS-PP Isabel Galriça Neto é a candidata da coligação que junta PSD, CDS-PP, PPM, MPT e Aliança à presidência da Assembleia Municipal de Lisboa, anunciou este sábado a candidatura.

"Queremos defender as pessoas, e desde o início lancei a ideia de criar um estado social local. A Isabel corporiza o compromisso social que faço com os lisboetas", indica Carlos Moedas, cabeça de lista da coligação à Câmara Municipal de Lisboa, num comunicado enviado às redações.

É também salientado que a candidata "tem dedicado a sua vida a tratar e a cuidar das pessoas".

A nota divulgada pela coligação cita também Isabel Galriça Neto, que considera que "os lisboetas têm sofrido uma ausência de cuidados que os deixa muitas vezes à sua sorte" e indica que quer "dar uma nova vida a Lisboa".

"Carlos Moedas é o único candidato que pode trazer a Lisboa um compromisso social que tem estado arredado da governação de Fernando Medina", acrescenta a candidata democrata-cristã.

Isabel Galriça Neto é médica e tem um percurso ligado aos cuidados paliativos.

A nota divulgada hoje destaca que "em 1997 fundou a equipa de cuidados continuados do centro de saúde de Odivelas, é vogal na Comissão Oncológica do Hospital da Luz e membro do núcleo de cuidados paliativos do centro de bioética da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa", tendo sido também presidente da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos.

Para a corrida à presidência da autarquia, atualmente liderada por Fernando Medina (PS), foram até agora anunciadas as candidaturas de Carlos Moedas (coligação PSD/CDS-PP/PPM/MPT/Aliança), João Ferreira (CDU), Bruno Horta Soares (IL), Nuno Graciano (Chega), Beatriz Gomes Dias (BE) e Manuela Gonzaga (PAN) e Tiago Matos Gomes (Volt).

O executivo de Lisboa é atualmente composto por oito eleitos pelo PS (incluindo dos Cidadãos por Lisboa e do Lisboa é muita gente), um pelo BE, quatro pelo CDS-PP, dois pelo PSD e dois pela CDU.

As eleições autárquicas estão marcadas para 26 de setembro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG