Medina renuncia ao cargo de vereador em Lisboa

Autarca socialista diz que esta é a "solução que melhor serve os interesses da cidade". Inês Drummond, antiga presidente da junta de freguesia de Benfica, entra no executivo municipal.

Fernando Medina não vai ficar como vereador na Câmara Municipal de Lisboa. A decisão do ainda presidente da autarquia foi comunicada esta terça-feira por carta ao presidente da Assembleia Municipal.

Na missiva Medina justifica a saída dizendo que esta é a "solução que melhor serve os interesses da cidade, o funcionamento das reuniões do executivo da autarquia e a capacidade de a oposição camarária se concentrar no futuro e não no passado".

"A minha saída da câmara municipal facilita a vida aos futuros órgãos da autarquia, reduzindo o nível de pessoalização do debate e concentrando a discussão política na procura de soluções para os desafios do futuro", escreve o autarca, que na próxima segunda-feira cederá o lugar ao social-democrata Carlos Moedas, que venceu as eleições de 26 de setembro último.

Na carta de renúncia ao cargo de vereador no próximo executivo camarário, avançada pelo semanário Expresso, e a que o DN teve acesso, Fernando Medina diz que "ouviu a opinião de várias pessoas ao longo da última semana", mas que esta foi uma "decisão individual".

Presidente da Câmara de Lisboa nos últimos seis anos (os quatro do último mandato, somados a dois anos do mandato anterior, após a saída de António Costa da liderança da autarquia), Medina garante que continuará "atento ao desenvolvimento" da cidade e, em defesa do seu legado, diz que a capital tem hoje "uma sólida situação económica e financeira e um vasto conjunto de projetos em curso".

"Não deixarei nunca de ter uma profunda ligação à cidade. Como disse há poucas semanas, e volto a repetir depois dos resultados serem conhecidos, Lisboa é a cidade da minha vida", escreve Medina, prometendo continuar "civicamente ativo e empenhado" no melhor para a capital.

Com a renúncia do ainda presidente ao cargo de vereador entra no executivo municipal Inês Drummond, que foi presidente da junta de freguesia de Benfica entre 2009 e 2020, quando passou a assessorar a presidência da câmara. É também deputada municipal.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG