Marinha portuguesa interceta 18 ilegais no Mediterrâneo

O navio militar português Figueira da Foz participou terça-feira, no Mediterrâneo, numa operação que permitiu recolher 18 "imigrantes irregulares" vindos do norte de África, informou esta quarta-feira a Marinha.

No âmbito da operação policial da UE "Índalo 2014", a cargo da Agência Frontex e sob o comando da Guardia Civil espanhola, o Figueira da Foz "foi empenhado" numa operação de "deteção, interceção e recolha de 18 imigrantes irregulares" que se presume serem argelinos e viajavam numa 'patera', adiantou a Marinha.

O navio militar português conseguiu identificar e acompanhar a "embarcação infratora, enquanto se aguardava a chegada ao local dos meios de salvamento" e que foram um helicóptero e uma embarcação do Serviço de Busca e Salvamento Marítimo espanhol, referiu o ramo.

"Conforme instruções recebidas do Centro de Coordenação em Madrid, o Figueira da Foz efetuou escolta dos meios envolvidos até ao porto de Almeria", onde os imigrantes desembarcaram, acrescentou a nota publicada no site da Marinha na Net.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG