Exclusivo Luís Rosa "Foi um erro político tremendo mudar Joana Marques Vidal"

O jornalista especializado na área da Justiça traça a história do combate à corrupção nos últimos 45 anos, num livro que acaba de publicar. Diz que é preciso pôr fim a complexos com a ditadura e mudar os julgamentos.

No seu livro diz que a Justiça é hermética para o comum dos cidadãos. Tem mesmo de ser assim?

Não, não tem. Aliás, se consultarmos legislação ou acórdãos dos tribunais europeus de diversos países e da União Europeia vemos que são muitíssimo mais pequenos e têm uma escrita clara, tentam comunicar com o cidadão. Aqui em Portugal não acontece, porque a comunidade jurídica é muito fechada e até por experiência pessoal sei disso. Quando vou falar com alguma jurista, advogado ou magistrado a primeira pergunta que me fazem é se sou licenciado em Direito, e não sou, sou em Jornalismo. E as pessoas não percebem que escrever sobre Direito não implica ser licenciado em Direito, tem é que se dominar a área e ter rigor nas coisas. É uma comunidade muito fechada e que tem essa tendência para uma linguagem hermética e só há uma forma de solucionar isso que é através do ensino do Direito, ensinar os alunos a ter uma linguagem mais aberta.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG