Luís Filipe Menezes a favor de "estar perto das pessoas" e contra "Twitter e Facebook"

O conselheiro de Estado Luís Filipe Menezes defendeu hoje, em Gaia, que para governar numa democracia moderna é preciso ser "mais rápido que o Twitter e o Facebook" e "estar mais perto das pessoas".

"Nas democracias modernas, onde há o Twitter e o Facebook, não é possível governar sem ser mais rápido que o Twitter e o Facebook, sem correr o risco de estar mais perto das pessoas, do que esses meios tecnológicos", assinalou o também presidente da Câmara Municipal de Gaia.

Luís Filipe Menezes falava durante um jantar na freguesia de São Pedro da Afurada, que contou com a presença do ministro Adjunto Miguel Relvas.

O presidente da câmara defendeu ser necessário estar perto dos portugueses para "ouvir o que pensam", bem como "os seus problemas, as suas preocupações" e até "os seus protestos" antes de estes "terem a dimensão da agressividade que não é compatível com o funcionamento normal da democracia".

"Também para os informar das nossas ideias e tentar conquistá-los para o nosso ponto de vista", referiu o autarca para quem "as pessoas estão dispostas aos sacrifícios" desde que "se lhes expliquem" a finalidade e que "vejam que servem para alguma coisa".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG