Lei do aborto: 48 mil pessoas exigem revisão

Iniciativa legislativa de cidadãos dá hoje entrada na Assembleia da República.

Não querem que a proposta seja interpretada como a antecâmara de um novo referendo, mas cerca de 48 mil pessoas subscreveram a iniciativa legislativa de cidadãos que vai hoje dar entrada na Assembleia da República para que a lei do aborto seja discutida e revista.

O mote foi dado pela plataforma "Pelo direito a nascer" e, segundo explicou ao DN uma das dinamizadoras, Margarida Neto, "surge por se entender que passou tempo suficiente desde o referendo" sobre a interrupção voluntária da gravidez (IVG). "Chegou a altura de pedir aos senhores deputados que revejam a lei. E fazemos sugestões", diz a médica psiquiátrica, que se bateu pelo "não" aquando da consulta popular de 2007.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG