Juventude Socialista quer preservar a língua mirandesa

O congresso Nacional da Juventude Socialistas (JS) aprovou por "unanimidade" uma moção intitulada "O Mirandês" de forma a contribuir para a preservação da segunda língua oficial em Portugal, disse hoje à Lusa fonte ligada ao processo.

Em comunicado, os jovens socialistas avançaram que a referida moção foi debatida e aprovada por unanimidade e aclamação na última Comissão Nacional da JS, que hoje terminou em Setúbal.

"Com a aprovação desde documento, os órgãos nacionais comprometem-se (tal como a Federação Distrital da Juventude Socialista de Bragança já o realiza desde o início do corrente mandato) a preservar e a divulgar a segunda língua oficial do nosso país", avançou a JS.

Agora, caberá aos pelouros responsáveis da estrutura nacional da JS "analisar a viabilidade em emitir documentos em Português e Mirandês, "de forma gradual".

Por outro lado ficou ainda o compromisso de que os documentos oficiais da JS nacional, assim como os regulamentos das várias estruturas nacionais, serão igualmente traduzidos para língua mirandesa.

Para o líder da distrital dos jovens socialista de Bragança, Nuno Miranda, "este é o reconhecimento devido ao Mirandês.

"A JS demonstrou hoje uma grande maturidade e sentido de responsabilidade. O Mirandês é muito mais do que um dialeto local, é a segunda língua oficial do nosso país" frisou o dirigente

Depois de analisadas as condições necessárias e possíveis, a JS compromete-se a ser parceiro na divulgação do mirandês.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG