Juiz leu e mandou destruir as escutas - José Sócrates

José Sócrates realçou este sábado que o juiz do caso Face Oculta "leu as escutas" a telefonemas seus com Armando Vara "e confirmou que nada têm a ver" com esse processo.

O ex-primeiro-ministro assinalou, na RTP, que as escutas em causa foram feitas de forma ilegal e não foram destruídas quando o presidente do Supremo Tribunal de Justiça o mandou fazer há quatro anos.

"É matéria que veremos", respondeu José Sócrates quando questionado sobre se iria instaurar algum processo judicial num caso em que "os pistoleiros do costume" tentaram "mais uma vez" envolver o seu nome.

José Sócrates aproveitou para "deixar uma palavra de amizade" a Armando vara e José Penedos, condenados sexta-feira a cinco anos de prisão efetiva no caso Face Oculta e disse esperar que os recursos "possam provar a inocência" de ambos

Sobre as eleições internas no PS, Sócrates disse que os resultados já conhecidos nas federações distritais - António Costa à frente de António José Seguro - são "um sinal claro" de que o partido "deseja uma mudança da sua liderança".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG