Passos Coelho e Cavaco Silva juntos no lançamento de "Direito ao futuro"

Livro de Jorge Moreira da Silva aborda os grandes desafios globais como a pandemia, pobreza, desigualdades, alterações climáticas, biodiversidade, oceano, conflitos, crises migratórias, multilateralismo e revolução tecnológica.

O novo livro reúne reflexões do Diretor-Geral da Cooperação para o Desenvolvimento da OCDE, Jorge Moreira da Silva. Ao longo dos últimos cinco anos, fez opinião na imprensa nacional, como o DN, e estrangeira e em editoriais de relatórios internacionais que coordenou.

A obra, lançada esta segunda-feira ao final da tarde na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, aborda os grandes desafios globais como a pandemia, pobreza, desigualdades, alterações climáticas, biodiversidade, oceano, conflitos, crises migratórias, multilateralismo e revolução tecnológica e os problemas estruturais que, na prática, confiscam o direito ao futuro por parte das novas gerações, admite o autor.

O livro foi apresentado por Paulo Portas, antigo vice-primeiro-ministro e ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, e contou com depoimentos do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e do Primeiro-Ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva.

Marcaram presença o antigo Presidente da República Aníbal Cavaco Silva e o antigo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, bem como o comentador e antigo presidente do PSD Luís Marques Mendes, entre outros convidados.

Os comentários ficaram a cargo Cátia Batista (NOVAFRICA, NOVA-SBE), João Wengorovius Menezes (BCSD) e Rui Marques (IPAV).

Já Isabel Mota, Presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, presidiu à abertura da sessão.

Na sua intervenção, Isabel Mota alertou para a enorme crise de confiança atual no mundo e que "a resposta a esta depende de cidadania global", por isso "faz falta mais literária climática".

Já Paulo Portas elogiou o carácter exigente e agregador do autor. Portas diz mesmo que "é um dos políticos mais talentosos que cá temos" .

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em mensagem de vídeo destacou a preocupação do autor para com as alterações climáticas. A esse tema, Jorge Moreira da Silva juntou e destacou a crise dos refugiados, a falta de ação climática, o agravamento das desigualdades e a guerra comercial entre EUA e China, entre outros assuntos que marcarão a agenda futura.

Apelou ainda a evitar erros no recomeçar pós-covid e deixa pistas no livro sobre como deve ser a boa liderança política.

Notícia atualizada

Mais Notícias

Outras Notícias GMG