Jerónimo exige mais explicações sobre caso Tecnoforma

Secretário-geral do PCP dá "conselho" a Passos Coelho: "As dúvidas e as suspeições por vezes moem mais do que o apuramento da verdade." Primeiro-ministro respondeu com... silêncio.

O caso Tecnoforma voltou esta sexta-feira ao Parlamento, com Jerónimo de Sousa a deixar um "conselho avisado" ao primeiro-ministro: "As dúvidas e as suspeições por vezes moem mais do que o apuramento da verdade."

O líder comunista iniciava a sua intervenção quando notou que mantêm "dúvidas e suspeições" sobre o caso "que resultam do não esclarecimento" de Pedro Passos Coelho.

O líder do Executivo passou por cima da questão e limitou-se a responder a outras questões colocadas por Jerónimo de Sousa.

O primeiro-ministro enviou na quarta-feira respostas ao Parlamento - por iniciativa do PCP - sobre o caso Tecnoforma, através das quais explicou por que não declarou no seu registo de interesses da Assembleia da República o exercício de um cargo não executivo na organização não governamental criada pela Tecnoforma, o Centro Português para a Cooperação. Mas voltou a não esclarecer quanto ganhou no CPPC, falando apenas em "despesas de representação".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG