General Dynamics entrega mais 22 viaturas sem custos

O Governo e a General Dynamics assinaram esta sexta-feira um acordo que permite ao Exército receber mais 22 viaturas blindadas Pandur, sem custos adicionais, e vincula a empresa norte-americana a dar ao Estado contrapartidas no valor de 82,4 milhões de euros.

Em comunicado divulgado esta tarde , os ministérios da Defesa e da Economia indicam que o acordo encerra o "processo arbitral" aberto pela rescisão do contrato de compra das viaturas blindadas Pandur.

O acordo permite ao Estado manter os 55,4 milhões de euros da garantia bancária que executou em outubro de 2012, por incumprimento do contrato pela General Dynamics.

Conforme o DN noticiou hoje na sua edição em papel, as 22 Pandur que a GD entregará ao Exército durante os próximos 10 meses têm um valor na casa dos 35 milhões de euros - o que obriga o fabricante a fazer uma garantia bancária de 25% sobre esse valor (cerca de nove milhões).

As 22 novas Pandur, que vão permitir ao Exército terum total de 188 viaturas e formar um batalhão, correspondem a cinco versões: oito com canhão de 30mm, uma ambulância, cinco anticarro, seis de comunicações e duas de reboque.

O contrato inicial envolvia 240 Pandur deoito rodas para o Exército e 20 anfíbias para a Marinha, quase todas a construir pela Fabrequipa ( cuja fábrica no Barreiro surgiu como projeto das contrapartidas desse contrato).

Defeitos de fabrico logo nas primeiras viaturas construídas na Áustria, atrasos sucessivos na entrega (e desenho de algumas variantes) das Pandur, incumprimento do programa de contrapartidas e, ainda, conflitos entre a Fabrequipa e a GD acabaram por levar o Governo a rescindir o contrato.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG