Frontex pede meios à GNR, SEF e Força Aérea

A agência europeia de gestão das fronteiras externas (Frontex) pediu a Portugal que participe com meios da GNR, do SEF e da Força Aérea nas operações a realizar em 2012, soube o DN.

Segundo fontes comunitárias ouvidas este sábado pelo DN, a contribuição dos Estados membros para as operações da Frontex no próximo ano vai ser discutida terça-feira, em Varsóvia (sede da agência).

Em função desses pedidos, fica implícito que não há qualquer missão em que a Marinha possa vir a participar.

O envolvimento das corvetas da Marinha nas operações da Frontex - que "são financiadas a 100%", lembrou uma das fontes - já ocorreu em anos anteriores, nomeadamente em Cabo Verde.

Em rigor, os Estados membros financiam as operações - a GNR investiu 444 mil euros nessas acções em 2010 - mas depois são reembolsados pela agência na totalidade.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG