Ferro responde ao PSD: "Quem tem maioria deve procurar resolver a situação"

Líder parlamentar do PS está solidário com Inês de Medeiros, não fecha a porta a entendimentos com PSD e CDS sobre a lei da cobertura eleitoral.

Parecia sentenciado à morte, mas é o próprio PS que não fecha liminarmente a porta a entendimentos com o PSD e o CDS-PP em torno do projeto de lei sobre a cobertura das campanhas. Depois de na sexta-feira António Costa ter "puxado o tapete" - como disse Luís Montenegro - ao documento de trabalho que estava a ser alinhavado pelos três partidos, ontem o líder parlamentar dos socialistas, Ferro Rodrigues, remeteu para sociais-democratas e centristas o ónus de encontrarem uma solução.

Ao DN, o presidente da bancada do PS diz que "seria melhor que o projeto do PSD-CDS pudesse merecer apoio alargado", mas sublinha que "quem tem atualmente a maioria é quem deve procurar resolver a situação".

Sem afastar em definitivo o consenso e ressalvando estar solidário com a deputada Inês de Medeiros, pivô do PS no grupo de trabalho para a revisão da lei sobre a cobertura jornalística das eleições, Ferro Rodrigues destaca, no entanto, que "a direção do grupo parlamentar de que Inês de Medeiros é vice -presidente vai analisar a situação e tomar decisões na semana que agora começa".

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG