Ferro encerra último plenário com desejos de "menos covid" e "as maiores venturas"

O último plenário antes das férias foi um dos mais curtos desta sessão legislativa, contrastando com as tradicionais maratonas de votações que marcam a despedida do ano parlamentar

O presidente da Assembleia da República despediu-se esta quinta-feira dos deputados no último plenário da sessão legislativa com desejos de "menos covid" e "as maiores venturas", depois de um período de votações de cerca de hora e meia.

Pouco antes de terminar o último período de votações regimentais da sessão legislativa, Eduardo Ferro Rodrigues despediu-se dos deputados presentes no plenário "desejando a todos as maiores venturas".

"Aproveito para pedir à senhora vice-presidente Edite Estrela para me substituir, desejando a todos as maiores venturas, isto sem ter nada que ver com os nomes dos deputados: Venturas, Rodrigues, etc", declarou Ferro Rodrigues.

Referindo que estará ainda no parlamento esta sexta-feira para uma intervenção numa conferência organizada pela comissão de Cultura, Eduardo Ferro Rodrigues desejou a todos "as maiores sortes e bom tempo e menos covid durante o período de férias que se aproxima".

O último plenário antes das férias foi um dos mais curtos desta sessão legislativa, contrastando com as tradicionais maratonas de votações que marcam a despedida do ano parlamentar, também por terem sido divididas em dois dias.

O guião de 37 páginas, com mais de 80 votações, foi 'arrumado' entre as 15:09 e as 16:39, ao contrário do ano passado, numa sessão que se estendeu por mais de quatro horas.

À semelhança do que aconteceu na maioria dos plenários durante esta sessão legislativa, grande parte dos diplomas votados diziam respeito a recomendações. Esta quinta-feira foram a voto 40 recomendações ao Governo (sem força de lei), das quais foram aprovadas 30.

Uma deles foi o projeto de resolução do PAN, aprovado por unanimidade, que recomendava ao Governo a identificação e correção dos problemas causados pelo encerramento dos balcões "Nascer Cidadão", que mereceu uma apreciação de Ferro Rodrigues.

"Só um pequeno parêntesis aqui... Estes balcões 'Nascer Cidadão' dizem-me muito e ao primeiro-ministro. Foram lançados em 1997 ou 1998, quando eu era ministro da Solidariedade e ele [António Costa] ministro da Justiça. Mas vamos votar, sem nenhuma influência disto que vos acabei de dizer", gracejou.

Também foi aprovado um projeto de resolução do BE, que sugere a criação de uma "ecovia" no Tejo, entre Lisboa e Espanha, com os votos favoráveis de BE, PAN, PEV e da deputada não inscrita Cristina Rodrigues, votos contra de CDS, Chega e IL, e abstenção de PS, PSD e PCP.

"E, portanto, foi aprovada esta 'grande ecovia'", referiu Ferro Rodrigues em tom jocoso.

A maioria das recomendações votadas eram de âmbito local, mas os deputados também deliberaram sobre projetos que diziam respeito, por exemplo, ao território palestiniano, a contratação de profissionais de saúde, a vinculação de docentes, a mobilidade sustentável, o mercado da energia, e até a criação de uma assembleia de cidadãos para acompanhar a execução do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

No final, a vice-presidente Edite Estrela, associou-se aos desejos de Ferro Rodrigues, desejando aos deputados as "merecidas férias" e que "tudo corra bem" aos parlamentares "do ponto de vista pessoal, de saúde, etc".

No entanto, momentos antes tinham sido anunciados os nomes de 25 deputados que estão a cumprir isolamento profilático, devido à covid-19.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG