Executivo ausente de debate sobre freguesias

Miguel Relvas e Paulo Júlio que tutelam o processo de reorganização administrativa não estão na bancada do Executivo. Defesa do novo mapa das freguesias coube aos partidos da maioria

O ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, e o secretário de Estado da Administração Local e Reorganização Administrativa, Paulo Júlio, que tutelam o processo de reorganização administrativa não estão sentados na bancada do Executivo, na Assembleia da República.

Nem mesmo a secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares, Teresa Morais, está presente, hoje que se vota o projeto de lei do PSD e do CDS que estabelece a reorganização administrativa territorial. É uma bancada deserta. A defesa do novo mapa das freguesias cabe aos partidos da maioria.

Antes do debate se iniciar, o PCP, pela voz de Bernardino Soares, suscitou um incidente parlamentar informando que ontem o projeto de lei "foi substituído". A maioria rejeitou que houvesse uma alteração do "normativo" contido no projeto, com Carlos Abreu Amorim a referir-se que apenas foram substituídas as pronúncias de 20 assembleias municipais.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG