Diretora-geral elogia transição da presidência da CPLP

Georgina Melo, diretora-geral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), afirmou terça-feira em Díli que a transição da presidência da organização de Moçambique para Timor-Leste está a decorrer "com toda a naturalidade".

"Estamos a mudar de presidência, já mudámos em todos os segmentos, à exceção do segmento de chefes de Estado, que vai acontecer amanhã [quarta-feira, na X Cimeira de chefes de Estado e de Governo]", disse Georgina Melo, no final do Conselho de Ministros dos Negócios Estrangeiros da organização.

A responsável elogiou a forma como "a transição aconteceu com toda a naturalidade, a todos os níveis". É um sinal da maturidade da nossa organização e da sua consistência institucional", sublinhou.

Georgina Melo salientou que Timor-Leste "é o mais novo" de todos os Estados-membros - só entrou para a CPLP em 2002, no dia em que formalizou a independência em relação à Indonésia - e, "no entanto", está a assumir a presidência da CPLP "com muita classe, com toda esta tranquilidade e suavidade"."Continua tudo a funcionar muito bem", garantiu.

Na conferência de imprensa que se seguiu à reunião dos chefes de diplomacia do bloco dos oito países, Georgina Melo felicitou o governo pela organização da X Cimeira da organização lusófona."Têm sido dias de trabalho intenso, mas também de muita festa", disse, apontando que, nas ruas, "toda a gente sabe o que é a CPLP, as pessoas sentem-se parte e isso é muito bom e promissor".

Esta quarta-feira, Timor-Leste sucede formalmente a Moçambique na presidência da CPLP, para um mandato de dois anos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG