Criada comissão para Centro Nacional de Cibersegurança

O Governo criou hoje uma comissão instaladora que até ao final de junho vai definir as medidas e os instrumentos necessários para a instalação em Portugal de um Centro Nacional de Cibersegurança.

Segundo o comunicado do Conselho de Ministros, a comissão instaladora do Centro Nacional de Cibersegurança está obrigada a apresentar, até 30 de junho, um relatório onde constarão o modelo e todas as medidas e os instrumentos necessários à respetiva implementação.

A criação de um Centro Nacional de Cibersegurança já tinha sido anunciada pelo Governo e está integrada na revisão da Estratégia Nacional de Segurança da Informação (ENSI), tendo sido aprovada a resolução na reunião de Conselho de Ministros de 07 de fevereiro.

O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, afirmou recentemente que a Estratégia Nacional de Segurança da Informação "é a base de atuação em termos nacionais para garantir a cibersegurança, a identificação dos sectores críticos e um ambiente mais favorável também no domínio económico".

O Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) de 2011 refere que o ano passado ficou marcado pela "crescente preocupação com as ciberameaças, tendo sido muito sentida a necessidade de reforçar os dispositivos de segurança", daí a criação de um centro nacional de cibersegurança.

No âmbito das ciberameaças, o ano passado ficou ainda marcado pela ação de hackers e, com menor impacto mediático "os 'trojans' orientados para as plataformas da banca online", adianta o RASI.

O Centro Nacional de Cibersegurança e a revisão da Estratégia Nacional de Segurança da Informação estão a cargo da Autoridade Nacional de Segurança, entidade tutelada pelo primeiro-ministro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG