Costa anuncia que este ano o SNS vai dispor de 12.100 milhões de euros

O primeiro-ministro anunciou investimento para a concretização de mudanças estruturais do SNS. "Um dos objetivos que temos é que em todas as USF exista tratamento de saúde mental e exista cadeira de dentista", destacou.

O Governo vai alocar parte importante do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR) à concretização de mudanças estruturais do Serviço Nacional de Saúde, que este ano vai dispor de 12.100 milhões de euros, anunciou esta sexta-feira o primeiro-ministro.

"Vamos utilizar uma parte muito importante do PRR para reforçar ainda mais o Serviço Nacional de Saúde (SNS)", afirmou António Costa, especificando que a verba servirá "não para responder aquilo que são as faltas do dia a dia, mas para fazer as mudanças estruturais que ajudam a reforçar o SNS na sua base".

Na Nazaré, onde hoje inaugurou o novo Centro de Saúde, António Costa explicou que as mudanças estruturais incidirão sobre as Unidades de Saúde Familiar (USF), as unidades de cuidados integrados, a rede de cuidados paliativos e a rede de cuidados de saúde mental.

"Vamos fazer também um grande investimento para completar a rede de cuidados continuados", sublinhou o primeiro-ministro, referindo que faz parte do plano completar a cobertura de cuidados de saúde primários. Anunciou que "são mais de 100 unidades que estão previstas financiar" com o PRR.

"No PRR, um dos objetivos que temos é que em todas as USF exista tratamento de saúde mental e exista cadeira de dentista", afirmou o primeiro-ministro durante o discurso em que sublinhou que o SNS, este ano, irá "dispor, no total, de 12 100 milhões de euros", de investimento.

Para o chefe do Governo, "a lição que temos de tirar" deste ano em pandemia "é que o investimento em saúde tem de ser sempre prioritário".

Costa afirmou que "desde 2016 até agora são mais 20 mil profissionais de saúde no SNS, em termos líquidos, tendo em conta os que saíram e os que entraram"

Na inauguração do centro de saúde da Nazaré, o primeiro-ministro destacou que "este ano foi um ano que ficou muito claro para todos a extraordinária importância do SNS", enaltecendo a capacidade de resposta de todos os profissionais de saúde.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG