"CDS está condenado a aceitar a coligação" com o PSD

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou este domingo que "o CDS está condenado a aceitar a coligação" com o PSD para as legislativas de 2015.

No seu habitual comentário na TVI, o antigo líder do PSD considerou, no entanto, que Paulo Portas terá que "vender caro" essa futura aliança pré-eleitoral com Pedro Passos Coelho. "A coligação pré-eleitoral é a que melhor defende os dois partidos", sublinhou.

Marcelo comentava desta maneira o 25.º Congresso do CDS, que decorreu durante o fim de semana em Oliveira do Bairro. O comentador também destacou o facto de António Pires de Lima ter querido sair da presidência do Conselho Nacional do partido, o que na sua opinião, revela que "não quer ser o sucessor" de Paulo Portas.

O também conselheiro de Estado frisou que antes da crise de julho no Governo era "fortíssima" a hipótese de Paulo Portas chegar a 2015 e passar partido a alguém mais novo e avançar para uma candidatura a Belém. "Agora é mais difícil", assegurou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG