BE propõe isenção de propinas a bolseiros

O Bloco de Esquerda anunciou hoje iniciativas legislativas para combater o abandono do ensino superior, que passam por um novo regulamento de bolsas, com isenção de propinas a bolseiros, e medidas de "emergência" para os estudantes com mais dificuldades.

"Percebemos que este regulamento retirou bolsas a 20 mil estudantes nos últimos dois anos, portanto, não é possível no ano em que o rendimento das famílias mais recuou ter o número mais reduzido de bolsas dos últimos dez anos", afirmou a deputada bloquista Ana Drago.

O coordenador do BE, Francisco Louçã, e Ana Drago reuniram-se hoje com a associação de estudantes da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, cujo presidente, Pedro Coelho, estima em "centenas" o número de alunos que abandonaram este ano aquela faculdade, sendo que a "noção real" só poderá ser tida após os exames.

"São precisas medidas de emergência já, portanto, propomos um conjunto de medidas de emergência para estudantes particularmente carenciados, que tenham um rendimento 'per capita' abaixo do salário mínimo nacional, que permita dar acesso a refeições, permitam apoios pecuniários por parte das instituições e que possam sustentar os estudantes durante este tempo de maiores dificuldades", afirmou Ana Drago.

O BE propõe a "isenção do pagamento de propinas aos bolseiros", uma medida que custará cerca de 56 milhões de euros.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG