BE considera incoerente discurso de Passos Coelho

O Bloco de Esquerda considerou hoje "incoerente" e de "más notícias" o discurso do primeiro-ministro, na terça-feira no Pontal, adiantando que "não trouxe qualquer esperança aos portugueses".

"O discurso do Pontal foi um discurso de incoerências, de más notícias e que não trouxe qualquer esperança aos portugueses e, como tal, nós condenamo-lo pela sua vacuidade e pela sua inexistência política", disse o líder parlamentar do BE, Luís Fazenda, numa conferência de imprensa para reagir ao discurso de Pedro Passos Coelho, na terça-feira à noite em Quarteira, Loulé.

Na Festa do Pontal, que marca habitualmente a 'rentrée' política do PSD, Pedro Passos Coelho afirmou que, apesar de a recessão de 2012 estar a ser mais grave do que o esperado, 2013 será um ano de "inversão" e de "preparação da recuperação" económica.

Luís Fazenda adiantou que as palavras do primeiro-ministro não são apenas "um poço de contradições", mas também "um mero artifício propagandístico".

O BE repudiou ainda o discurso, que Luís Fazenda considerou "desconexo" e que "não animou, nem as hostes do PSP, nem tranquilizou os portugueses".

O líder parlamentar dos bloquistas lamentou também que o primeiro-ministro não tenha falado do próximo Orçamento do Estado.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG