Afluência. 20% dos eleitores votou até às 12:00, menos que em 2017

Dados da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna indicam que 20,94% dos eleitores exerceram o seu direito de voto até às 12:00, ou seja, mais de 1,86 milhões de pessoas.

Um em cada cinco eleitores votou este domingo nas eleições autárquicas até às 12:00, segundo dados da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna (MAI), que referem uma afluência às urnas de 20% dos eleitores.

Segundo os números divulgados pelo MAI, 20,94% dos eleitores exerceram o seu direito de voto até às 12:00, ou seja, mais de 1,86 milhões de pessoas.

Comparado com as últimas eleições autárquicas nacionais, que se realizaram a 1 de outubro de 2017, a afluência às urnas baixou: Há quatro anos, até à mesma hora, tinham votado 22% dos eleitores.

A votação nas urnas decorre este ano entre as 08:00 e as 20:00 locais (quando as mesas de voto fecharem nos Açores, serão 21:00 no restante território português).

Segundo dados da Secretaria-Geral do MAI, mais de 9,3 milhões de eleitores podem participar na eleição do presidente da câmara, presidente da Assembleia da Assembleia Municipal e do executivo da Junta de Freguesia.

De entre os inscritos, 29 814 são estrangeiros, 13 924 dos quais naturais de Estados-membros da União Europeia e 15 890 de países terceiros, nomeadamente Cabo Verde, Brasil, Reino Unido e Venezuela.

Serão eleitos os presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal dos 308 municípios do país

A estas eleições autárquicas apresentaram-se mais de duas dezenas de partidos e mais de 60 grupos de cidadãos.

Além do voto antecipado para cidadãos detidos, hospitalizados ou noutras situações previstas na lei, os eleitores em confinamento obrigatório por causa da covid-19 ou residentes em estruturas residenciais das quais não devam ausentar-se, devido à pandemia, puderam votar nos dias 21 e 22 de setembro, mediante inscrição prévia.

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) estima que tenham sido apresentadas, no total, cerca de 12 370 listas candidatas, das quais cerca de 1035 são de grupos de cidadãos eleitores.

Serão eleitos os presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal dos 308 municípios do país e os 3 091 presidentes e executivos das Juntas de Freguesia (na ilha do Corvo, nos Açores, o concelho com menos eleitores, o executivo municipal desempenha também as competências atribuídas à freguesia).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG