Acórdão do TC é "preocupante" para Portas

"Preocupante" foi a única palavra utilizada por Paulo Portas para comentar o polémico acordão do Tribunal Constitucional, momentos antes de terminar hoje a visita oficial à China. O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros nunca se pronunciou em público sobre esta polémica como governante, mesmo que a notícia tenha chegado a Pequim poucos minutos depois de ter sido conhecida em Portugal. Devido à diferença horária, sabe o DN, o ministro não também não recebeu qualquer informação diretamente de Pedro Passos Coelho nas horas imediatas.

Apesar de questionado constantemente, Paulo Portas nunca fez qualquer comentário sobre a decisão do Tribunal Constitucional, podendo apenas tirar-se ilações do seu posicionamento face às opiniões expressas pelo seu próprio partido, com quem terão sido concertadas.

Segundo o ministro, os "factos que aconteceram enquanto estava no exterior a representar Portugal" só terão um comentário seu "quando chegar a Portugal". O que deverá acontecer na terça-feira, durante a presença já confirmada de Paulo Portas na Assembleia da República.

A visita oficial de dois dias à República Popular da China terminou com a visita à Escola Portuguesa de Macau, onde descerrou uma placa alusiva à sua passagem e ouviu um coro composto por dezenas de estudantes. Ao fazer o balanço da deslocação, que considera "muito positivo", Paulo Portas destacou a importância da comunidade portuguesa na relação especial entre os dois países.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG