Renovação 'ma non troppo': António Costa e Ana Catarina repetem Lisboa e Setúbal

Feitas as contas, o PS ensaia uma renovação tímida nos seus cabeças-de-lista, com 36,8% de novos nomes. Pedro do Carmo também lidera lista de Beja, como há quatro anos. Secretária-geral adjunta será a diretora de campanha.

Não há surpresas nos três cabeças-de-lista que o PS revela esta segunda-feira: o líder socialista, António Costa, será o número 1 em Lisboa, a secretária-geral adjunta, Ana Catarina Mendes, repete Setúbal e o deputado Pedro do Carmo também é recandidato por Beja. Feitas as contas, o PS ensaia uma renovação tímida nos seus cabeças-de-lista, com 36,8% de novos nomes.

Nos Açores, é confirmado o nome de Isabel Almeida Rodrigues, que substitui Carlos César, o presidente do partido que abandona a vida parlamentar, e na Madeira, Carlos Pereira também é o número 1. Estes nomes já tinham sido apontados nas últimas semanas pelos socialistas das duas regiões autónomas.

No fim de semana, o PS avançou com outros nomes em círculos que estavam em aberto: Jamila Madeira em Faro e Marta Temido em Coimbra são as únicas novidades como cabeças-de-lista; já Hortense Martins, Capoulas Santos e Luís Testa repetem Castelo Branco, Évora e Portalegre.

Também em Bragança, Porto, Viana do Castelo e Vila Real, os socialistas vão repetir os seus números 1: Jorge Gomes, Alexandre Quintanilha, Tiago Brandão Rodrigues e Ascenso Simões. E em Leiria e Viseu avançam duas novidades: dois autarcas, Raul Castro, que é o presidente da Câmara da capital de distrito, e João Azevedo - atual presidente da Câmara de Mangualde e que dirigiu a campanha socialista das europeias - para substituir duas eurodeputadas eleitas (Margarida Marques e Maria Manuel Leitão Marques).

No deve e haver da contabilidade socialista, a renovação acontece em sete círculos dos 19 já divulgados. Falta conhecer ainda os cabeças-de-lista de Braga, Europa e Fora da Europa, que só serão divulgados esta terça-feira.

Também na paridade, dos nomes já conhecidos, o PS tem 36,8% de mulheres como cabeças-de-lista: são 12 homens para sete. Este número poderá subir ligeiramente: para Braga, aponta-se Sónia Fertuzinhos como possível número 1 e há quatro anos os círculos da emigração foram paritários, com Paulo Pisco na Europa e Alzira Silva, do PS de Macau, por Fora da Europa.

O Governo é um bom municiador de cabeças-de-lista para o PS, com sete governantes: o ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, em Aveiro; a ministra da Saúde, Marta Temido, por Coimbra; o ministro da Agricultura, Capoulas Santos, em Évora; a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, pela Guarda; a secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, por Santarém; o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, que repete Viana; e o próprio primeiro-ministro, António Costa, número 1 em Lisboa.

A direção da campanha eleitoral dos socialistas está nas mãos de Ana Catarina Mendes.

Mais Notícias