Reitora de Évora e atriz Rita Salema apoiam partido de Santana Lopes

O novo partido Aliança anuncia na sua página de Facebook rostos de várias zonas do país que se estão a juntar ao projeto. Só falta aprovação do Tribunal Constitucional

Ana Costa Freitas, reitora da Universidade de Évora, e Rita Salema são duas das figuras públicas que também já manifestaram apoio público ao novo partido de Santana Lopes. A elas juntam-se outros rostos de várias zonas do país como Paulo Silva, professor no Porto, Eduardo Brás, empresário de lacticínios na zona da Covilhã, e Carlos Poço, CEO de Leiria e ex-presidente de concelhia do PSD daquela cidade.

O anúncio destes nomes foi feito hoje na página do partido recentemente criado, Aliança, pelo ex-militante do PPD-PSD, Santana Lopes, que no dia 14 de setembro fez questão de sublinhar ao DN o facto de ter conseguido erguer uma nova estrutura em apenas 21 dias. "Todas as outras forças políticas demoraram muito mais", afirmou na altura.

O antigo primeiro-ministro contou ainda que as 7500 assinaturas necessárias para a criação do partido foram recolhidas em apenas dois dias, tendo sido entregues de seguida no Tribunal Constitucional, entidade que ainda não se pronunciou, noticiava hoje o jornal Público. Facto que levou Pedro Santana Lopes a afirmar que só partirá para a estrada em campanha depois de o TC aprovar a nova estrutura.

O perfil da nova força foi traçado por Santana: "Somos um partido personalista, liberalista e solidário. Europeísta, mas sem dogmas, sem sentir qualquer cartilha e que contesta a receita macroeconómica de Bruxelas." O ex-líder do PPD-PSD também explicou que se vão empenhar para "cativar o apoio financeiro dos apoiantes e militantes através de crowdfunding", mostrando-se muito confiante no resultado: "Se tive muitas pessoas a querer aderir a um partido ainda sem saber o nome..." O partido vai ter duas sedes, uma em Lisboa e outra no Porto.

Mais Notícias