Pedro Marques é candidato a vice da bancada parlamentar dos socialistas europeus

Ex-ministro de Costa não tem para já adversário na corrida. Eleição será no início de dezembro.

Pedro Marques, ex-ministro das infraestruturas de António Costa, candidatou-se esta sexta-feira formalmente à vice-presidência da direção do grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas no Parlamento Europeu.

A candidatura ganha relevância pois, se conseguir a eleição, será o único português a ocupar tal posição neste grupo. Não existem ainda outros adversários formalizados, segundo o Expresso.

A eleição está prevista para o início de dezembro.

Na sua candidatura, o socialista enviou uma carta aberta dirigida à presidente dos socialistas europeus, a espanhola Iratxe García Pérez, e aos restantes companheiros de bancada, segundo a qual assegura que possui "total apoio" dos restantes eurodeputados portugueses nesta sua candidatura.

De seguida, afirma estar na disposição de contribuir para combater os populismos, uma das suas principais prioridades: "Não devemos subestimar o que está a acontecer em alguns países, com o crescimento de partidos nacionalistas, xenófobos e anti-europeístas", escreve.

Acrescenta ainda que a redução das desigualdades, os direitos humanos e a luta contra as alterações climáticas são as suas outras preocupações.

Eleito para o PE pelo Partido Socialista nas últimas eleições europeias, de 2019, Pedro Marques é atualmente membro das comissões dos Assuntos Económicos e Monetários e do Desenvolvimento Regional, bem como faz parte da subcomissão dos Assuntos Fiscais, da delegação para as Relações com os Países do Magrebe e a União do Magrebe Árabe, incluindo as Comissões Parlamentares Mistas UE-Marrocos, UE-Tunísia e UE-Argélia e da delegação para as Relações com a Índia.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG