Parlamento pode abrir nova porta para André Ventura

O CDS contestou a distribuição de lugares no Parlamento e não quer o deputado do Chega a passar pelos seus eleitos. Dos Verdes veio a solução: abrir uma porta no corrimão da bancada para evitar esse contacto

O deputado do CDS Telmo Correia levantou o problema na primeira conferência de líderes desta legislatura. Não via por bem que o deputado do Chega tivesse no meio da bancada do CDS, o que impede os deputados centristas comunicarem entre si. Os Verdes vieram em socorro dos centristas e admitiram a hipótese de abrir uma portinhola na própria bancada para permitir a entrada de André Ventura, sem que tivesse contacto com os outros deputados da direita parlamentar

Foi o deputado José Luís Correia, do PEV, que disse compreender bem o problema relatado pelo CDS - que alegou também ser o único grupo parlamentar com um deputado diferente na sua bancada - e que sugeriu que se fizesse uma "porta naquele corrimão de topo direito da bancada". Defendeu ainda que "qualquer solução encontrada para a distribuição de lugares deve garantir o acesso à primeira fila de todos os grupos parlamentares".

Segundo a súmula da conferência de líderes, Telmo Correia contestou que o deputado do Chega fique no meio da bancada do CDS, que passou de 18 para cinco deputados e sugeriu que Ventura ficasse na terceira fila.

Todos os partidos secundaram o CDS, mas o presidente do Parlamento, Ferro Rodrigues admitiu abrir a passagem sugerida pelos Verdes, mas não já a tempo do arranque dos trabalhos parlamentares.

Mais Notícias