Isolamento obrigatório? "Estou consciente que posso ter de tomar essa medida"

Ministra da Saúde diz aos deputados que deverá ser divulgado em breve o plano geral de contingência contra o coronavírus, que está a ser ultimado.

A ministra da Saúde, Marta Temido, vai responder esta tarde às perguntas dos deputados sobre os planos das autoridades para fazer face ao coronavírus e evitar a propagação da doença. Nesta altura, há duas pessoas infetadas em Portugal, num contexto global em que há mais de 90 mil infetados e o número de mortos ultrapassou os três mil. Mais de 40 mil pessoas, em todo o mundo, já recuperaram da doença.

Marta Temido está no Parlamento para uma audição que tem como tema a "degradação das condições de funcionamento dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde [SNS]" e, em particular, da urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta. No âmbito desta reunião, a ministra mostrou-se disponível para abordar também a questão do coronavírus. Uma antecipação da agenda, dado que amanhã ia ser votado um requerimento do CDS a pedir uma nova audição da responsável da Saúde, para falar precisamente sobre o covid-19.

A Direção-Geral da Saúde anunciou, na manhã desta terça-feira (3 de março), que o Hospital de Braga, a Unidade Local de Saúde de Matosinhos e o Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa foram também ativados para dar resposta a novos casos relacionados com o coronavírus. Estas unidades juntam-se aos hospitais de São João e Santo António, no Porto - onde estão os dois doentes infetados com covid-19 -, que segundo a DGS "mantêm a capacidade de resposta".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG