Costa: Tancos e incêndios foram o calcanhar de Aquiles da legislatura

Primeiro-ministro fala dos piores momentos que o governo viveu em três anos

Quando hoje falou aos jornalistas para fazer o balanço de três anos de governo, o primeiro-ministro mostrou-se hábil a responder à pergunta sobre os principais erros da legislatura. António Costa recusou a palavra e substituiu-a por "momentos dramáticos". São dois nesta legislatura.

Primeiro referiu os incêndios de 14 de junho e 15 de outubro de 2017, nos quais morreram 116 pessoas. "São momentos dramáticos da vida do país que não desaparecerão da memória de niguém e não desaparecerão da minha memória até ao fim da minha vida".

Depois falou de Tancos. "Ter havido roubo de material militar numa unidade do exército" criou-lhe uma "grande perplexidade."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG